quarta-feira, 27 de março de 2013

Golpes no Facebook usam mensagens particulares e eventos

Links maliciosos circularam no Facebook durante o final de semana dos dias 23 e 24 de março por meio de um "evento" e mensagens particulares em massa, que levavam internautas para páginas que solicitavam a instalação de um software extra para poder exibir o conteúdo. Se o internauta aceitasse a solicitação, o programa instalado era na verdade uma praga digital brasileira. Os alertas para os ataques foram divulgados pelo site de segurança "Linha Defensiva".
Golpe utiliza evento com promessa de saber quem visitou um perfil no Facebook. A função não existe na rede social (Foto: Divulgação/Linha Defensiva)Golpe utiliza evento com promessa de saber quem visitou um perfil no Facebook. A função não existe na rede social (Foto: Divulgação/Linha Defensiva)
Uma das mensagens se disseminava apenas como "Meu Deus!! Como alguém tem coragem fazer isso???", seguido de um link. O texto era enviado em massa por meio de mensagens particulares (caixa de entrada). O Facebook bloqueou o link, e agora as mensagens não mais aparecem nas conversas, ou então aparecem marcadas como spam.
Em outra fraude, um "evento" chamado "saiba quem visitou seu perfil no Facebook" foi criado. O evento traz um link que, se clicado, também leva para uma praga digital brasileira. Segundo estatísticas do Bitly, serviço de encurtamento usado pelo link, 1.700 internautas clicaram no link. No Facebook, 25 mil pessoas foram convidadas para o evento falso. O evento foi removido nesta terça-feira (26).
Entre os códigos instalados pelas pragas estão extensões para navegadores web que se encarregam de disseminar as mensagens com vírus.
Falsa polêmica com menina de 15 anos só poderia ser visualizada com a instalação de um vírus (Foto: Divulgação/Linha Defensiva)Falsa polêmica com menina de 15 anos só poderia ser visualizada com a instalação de um vírus (Foto: Divulgação/Linha Defensiva)
 
Fonte; G1