terça-feira, 26 de março de 2013

Yahoo! compra aplicativo de adolescente britânico de 17 anos


Summy funciona como um organizador de notícias para smartphones.
Busca de notícias na internet era ineficaz e fazia perder tempo, diz jovem.


Nick D'Aloísio, de 17 anos, se tornou um dos milionários da informática mais jovens do mundo após vender seu aplicativo de celular ao Yahoo! por uma quantia que pode chegar até a 40 milhões de libras (R$ 122 milhões), informou nesta segunda-feira (25) o jornal britânico "Evening Standard".

D'Aloísio, residente em Wimbledon, no sul de Londres, desenvolveu em seu quarto o aplicativo Summly, que reduz o tamanho das notícias para fazê-las mais fáceis de usar na tela de um celular. A ideia surgiu enquanto procurava informação na internet em 2011.
"A busca no Google era ineficaz e fazia perder tempo", explicou o adolescente ao jornal. Acrescentou que, apesar da quantidade de informação na rede, é "desordenada".
"Foi então quando tive a ideia de criar um algoritmo que resumisse os resultados de busca automaticamente", conta D'Aloísio, para quem a venda é "um sonho".
Apesar da quantia do acordo não ter sido revelada, fontes da indústria citadas pelo periódico apontam a que o número oscila entre 20 e 40 milhões de libras (entre R$ 61 milhões e R$ 122 milhões).

"Gosto de sapatos: vou comprar um novo par de tênis Nike e provavelmente um novo computador, mas neste momento só quero economizar e guardar o dinheiro no banco. Não tenho muitas despesas no dia a dia", reconheceu o adolescente.
Além do pagamento, o acordo com o Yahoo! inclui um cargo para D'Aloísio nos escritórios da companhia em Londres, onde trabalhará em tempo integral e estudará à noite para completar sua formação.
Seus pais foram testemunhas de todo o processo criativo, que começou como uma simples torcida pela primeira versão do Summly, chamado de Trim It, que já acumula um milhão de downloads.
Lançado em julho de 2011, o Trim It foi eleito o app da semana, o que rendeu publicidade que gerou o interesse da multimilionária chinesa Li Ka-Shing e, mais tarde, o apoio de figuras de destaque como o comediante inglês Stephen Fry, Yoko Ono e o ator Ashton Kutcher.
Com o patrocínio dos famosos, D'Aloísio desenvolveu o programa até chegar ao Summly, que atualmente mantém acordos de colaboração com 250 publicações "online", entre elas o grupo midiático News Corporation, propriedade do magnata Rupert Murdoch.