quinta-feira, 18 de outubro de 2012

HOMENAGEM A SARA, DA D. MEREDITE


"Durante a nossa vida:

Conhecemos pessoas que vem e que ficam,
Outras que, vem e passam.
Existem aquelas que,
Vem, ficam e depois de algum tempo se vão.
Mas existem aquelas que vem e se vão com uma enorme vontade de ficar..."

Charles Chaplin


Ninguém ceifa as palavras com outras palavras, pois outras palavras tem outros efeitos.
Uma pequena conversa sobre palavras.
Somos o que teria de ser, permitido por Deus. Temos a família que ele permitiu, temos os amigos que ele permitiu, temos as condições que ele permitiu, mas as palavras, isso sim, é o nosso verdadeiro livre arbítrio.
As palavras, o mais preciso instrumento  do ser humano, que gira ao redor do mundo em um piscar de olhos, que nos torna visível às pessoas, que surpreende, que perpetua ações não feitas e as desfaz igualmente, como qualquer ctrl Z da informática. As palavras vieram ao ser humano com esse propósito: ser o livre arbítrio, pois falamos o que pensamos.
Que o livre arbítrio de cada um, seja como Deus quis que fizéssemos: Ide e anunciai a Boa Nova. A palavra de Deus, veio para ser a vida do Homem. Siga o verdadeiro caminho, pois: EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VEM AO PAI, SENÃO POR MIM. Disse Jesus.
 
A Vida é assim, agimos, sentimos, falamos, choramos, sorrimos e no fim, somos a verdadeira vontade de Deus, uma verdadeira harmonia rumo ao paraíso celeste. 

Que a Paz te acompanhe, Sara...