domingo, 30 de agosto de 2015

Padrasto mata enteada de 2 anos. Motivo: Fez xixi na cama.

Rio - Uma criança de 2 anos, identificada como Lara Sofia Dias Ribeiro, morreu após ser espancada pelo padrasto na Favela da Rocinha, Zona Sul da cidade, na manhã desta sexta-feira. Após bater na enteada, Thiago Marinho Magalhães de Andrade levou a menina para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da comunidade, onde ela já deu entrada morta. Ao delegado titular da 11ª DP (Rocinha), Gabriel Ferrando, Thiago disse que "surtou porque a menina fez xixi na cama."
"A criança foi vítima de ação covarde e brutal. Foram vários socos fortes na barriga da menina, que sangrou por dentro até a morte. Há indícios de que os maus tratos já vinham ocorrendo. Vamos investigar agora as possíveis agressões do passado. Vamos investigar também se a irmã da Lara, de 4 anos, sofria maus tratos", afirmou o delegado. Segundo ele, Thiago demonstrou frieza enquanto confessava o crime, nesta madrugada, mas disse que estava arrependido do crime.

Foram os médicos que chamaram a polícia. No hospital, Thiago disse que Lara tinha sofrido um acidente doméstico. A versão apresentada por ele, no entanto, não convenceu. Ao ser interrogado pelos policiais da 11ª DP, o padrasto apresentou versões contraditórias. Peritos da Divisão de Homicídios da Capital foram acionados para o local e um exame de necropsia foi realizado. A causa da morte constatada foram as múltiplas lesões ocasionadas por ação contundente. Depois que o resultado do exame saiu, questionado pelo delegado, Thiago confessou o crime. Ele foi autuado por homicídio duplamente qualificado.