segunda-feira, 31 de agosto de 2015

PALMEIRAS E INTERNACIONAL SE ENFRENTAM NA COPA DO BRASIL, APÓS 23 ANOS.

Após 23 anos, Palmeiras e Internacional voltam a se encontrar na Copa do Brasil. O sorteio realizado na sede da CBF nesta segunda-feira definiu o confronto nas quartas de final, sendo que o jogo de ida será no Beira-Rio, e a volta, no Allianz Parque.

Caso essa ordem fosse inversa, o time paulista seria obrigado a mandar o primeiro jogo no Pacaembu. O acordo com a construtora WTorre determina prioridade dos shows às partidas de futebol no estádio, e há uma apresentação marcada dia 25 de setembro, mesma semana do confronto. A sorte, contudo, determinou que a classificação será decidida diante da torcida alviverde no novo Palestra Itália.

A única vez em que as equipes duelaram na competição foi em 1992, quando o clube gaúcho, sob o comando de Antônio Lopes, despachou o Palmeiras na semifinal e posteriormente se sagrou campeão ao bater o Fluminense.

ocasião, os gaúchos também mandaram o jogo de ida e venceram por 2 a 1. Maurício e Gérson balançaram as redes a favor dos anfitriões e Dorival Júnior descontou. Sem dar chance à formação de Otacílio Gonçalves, o Inter sacramentou a classificação com triunfo por 2 a 0 no Palestra Itália, com gols de Gérson e Elson Roberto.

A final com o Fluminense foi mais sofrida. Após o tropeço por 2 a 1 nas Laranjeiras (gols de Vágner e Ézio para o Flu e Caíco para o Inter), o Colorado venceu pelo placar mínimo em casa (gol de pênalti de Célio Silva) e ergueu o caneco inédito. Desde então, não voltou a conquistar a Copa do Brasil.

Embora tenha sido eliminado pelo Inter, o Palmeiras é superior ao colorado em títulos: foi campeão em 1998 e 2012, em campanhas comandadas por Luiz Filipe Scolari. Na final de 1998, contra o Cruzeiro, o Palmeiras sonhava com uma revanche após a vexatória derrota na decisão de 1996. Embalado pelo título da Libertadores 1997, a Raposa venceu por 1 a 0 no Mineirão, gol de Fábio Júnior. Já no Morumbi, Paulo Nunes deu início à reação alviverde, e quando o jogo estava prestes a ir para os pênaltis, Oséas fez o seu e garantiu o título.

Há três anos, Marcelo Oliveira estava à frente do Coritiba que decidiu o título com o Palmeiras. A vitória no jogo de ida, disputado na Arena Barueri devido à reforma do Parque Antártica, teve gols de Valdívia (de pênalti) e Thiago Heleno. No Couto Pereira, Ayrton abriu o placar para os donos da casa, mas Betinho assegurou o empate do bicampeonato, conquistado de maneira invicta.

Atualmente, as equipes vivem momentos distintos na temporada. Os comandados de Marcelo Oliveira brigam para se consolidar na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro, e também almejam mais um título na Copa do Brasil para superar o decepcionante ano do centenário. O Inter de Argel Fucks, por sua vez, luta para se afastar da zona de rebaixamento na Série A, e encara o Verdão na tentativa de deixar a fase ruim para trás, além de quebrar o jejum de títulos nas competições nacionais. O último Brasileiro foi em 1979, com Falcão.

Na contrapartida do panorama atual, o retrospecto favorece o Inter, imune contra o Palmeiras há quase cinco anos. O alviverde venceu os colorados pela última vez no dia 29 de setembro de 2010, quando fez 2 a 0 na Arena Barueri, e desde então foram cinco vitórias a favor do Inter e dois empates.

Como não jogou a Libertadores, o Palmeiras disputou a fase inicial da Copa do Brasil. Despachou o Vitória da Conquista na estreia e precisou de dois jogos para passar por Sampaio Corrêa e Asa de Arapiraca. Nas oitavas, reencontrou com o Cruzeiro e assegurou a classificação com triunfos tranquilos. O Inter estreou nas oitavas, diante do Ituano, e cravou duas vitórias para avançar.

O primeiro embate entre Inter e Palmeiras será no dia 23 ou 24 de setembro, em Porto Alegre, e o jogo de volta será na semana seguinte, na capital paulista. Quem avançar enfrenta o vencedor entre Grêmio e Fluminense. A semifinal pode reeditar a final de 1992 entre Inter e Flu, a semifinal de 2012 entre Palmeiras e Grêmio ou ainda oferecer ao Colorado uma chance de se vingar do rival após a goleada por 5 a 0 no último GreNal. No dia 9 de setembro, os times farão uma prévia do duelo decisivo no Beira-Rio, válida pela 24ª rodada do Brasileirão.