sexta-feira, 20 de maio de 2016

Com sua ajuda uma criança pode se superar

Uma menina de 11 anos foi morar com os pais em um país de língua inglesa. Por não saber falar inglês, a criança estava muito sensível, pois se sentir diminuída, isolada, enfim, com as reações normais que envolvem o aprendizado de uma nova língua. Entretanto, uma professora especialista em língua inglesa, mas não na compreensão da vida, fez uma pergunta na classe que ela não entendeu.
A professora perdeu a paciência e debochou da aluna na frente dos colegas. Todos zombaram dela. Foram poucos momentos que marcaram  uma vida. o registro privilegiado dessa experiência em sua memória contaminou sua espontaneidade e sua capacidade de aprender.
A criança tão alegre perdeu o sorriso deprimiu- se sentiu aversão pela professora que não queria mais ir à escola. Seu pai percebendo um grave problema, ajudou- a elogiou -a encorajou- a penetrou em seu mundo. Felizmente ela reeditou sua história sem precisar de um tratamento. Senão se superasse poderia ter tido sérias consequências.
Augusto Cury