terça-feira, 8 de maio de 2012

MEDO DO BRASILEIRO É ...


Nós tememos os monstros, de maneira geral, porque nossos medos são universais. Os medos mudam com as experiências, é verdade, mas existem aqueles que, segundo a demanda evolutiva, são passados na carga de informações de nosso DNA. Pesquisas realizadas em escolas de Chicago, por exemplo, mostram que os maiores medos das crianças são leões, tigres e cobras – perigos inexistentes naquela cidade. (Fonte: hsw.uol.com.br)

Fiz esta introdução de medo aos monstros, apenas para divulgar nossos monstros atuais. Nossos medos mudam mesmo. Por exemplo, em 1985, o maior medo era o fim do mundo pelo aparição do Cometa Halley, em 2000, o fim do mundo pelo caos do “bug dos computadores” , mas vou citar abaixo os atuais medos de nosso povo brasileiro.

 - Cachoeira (com ou sem barulho de água, apenas falando o nome, todos tremem, principalmente no Senado);

- Gaviões (pena que não é aquele pássaro, e sim, a torcida. Inclusive até o presidente da torcida já fugiu – isso é que é medo)



- Copa do Mundo de 2014 (Não, não é pelo medo de repetir a de 1950, com a derrota do Brasil para os uruguaios, mas, por ser a única Copa sem Estádios estruturados)


- Enem (É nem a política dá certo, e nem os políticos são os certos)


-  Exame de DNA (Direito Nacional de Acertar) nas eleições de 2012 , pois esse exame é impossível a aprovação (pois todo o período dos 4 anos seguintes à eleição, o povo reclama “nunca mais voto neles”