segunda-feira, 9 de março de 2015

CÃO FAREJA COM SUCESSO 88% DE CÂNCERES NA TIREOIDE



Apesar de toda a tecnologia, a capacidade de descobrir as doenças estão sendo experimentais com ser vivo, especificamente, com animal, em particular com cachorros e sua especificidade de faro
(Cosmo)
 ________________________________________________________________


Equipe de cientistas americanos estuda possibilidade de usar cachorros no diagnóstico de pacientes.
Cães tem dez vezes mais receptores olfativos do que humanos e identificam substâncias químicas de tumores (Foto: AM Hinson)Um cachorro usado para farejar o câncer de tireoide em pessoas ainda não diagnosticadas teve 88% de sucesso em detectar a doença, segundo pesquisadores americanos.

Na experiência, apresentada na reunião anual da Endocrine Society (associação internacional para a pesquisa de hormônios e endocrinologia clínica), um pastor alemão teve que "cheirar" 34 pacientes.
A equipe de cientistas da Universidade do Arkansas para Ciências Médicas (UAMS, na sigla em inglês) disse que o animal tinha um faro "inacreditável".
Comentando o estudo, o instituto de pesquisa britânico Cancer Research UK disse que usar cachorros para o diagnóstico não seria prático, mas que descobrir as substâncias químicas que eles farejam pode levar a novas pesquisas e avanços.
A tireoide é uma glândula localizada no pescoço que produz hormônios reguladores do metabolismo.
Tumores na tireoide são relativamente raros e normalmente são diagnosticados testando os níveis de determinados hormônios no sangue e usando uma agulha para extrair células da glândula para exames.
Trabalho delicado
O câncer é constituído de células defeituosas e fora de controle. Elas têm uma química própria e liberam "compostos orgânicos voláteis" no organismo.
A escolha dos cientistas pelo cachorro se justifica pelo fato de que esses animais possuem 10 vezes mais receptores olfativos e podem distinguir os odores específicos que os tumores exalam.
[...]
Fonte:http://g1.globo.com