domingo, 13 de setembro de 2015

Para quem não queria... Mas tem que engolir: Sexto resultado positivo do Flamengo

O Flamengo segue avassalador no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (13), pela 25ª rodada, a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira não deu chances para a Chapecoense, venceu por 3 a 1 e se manteve dentro da zona de classificação por uma vaga na Copa Libertadores. O resultado positivo foi o sexto seguido, igualando um recorde histórico do clube carioca na competição nacional. Paulinho, Canteros e Kayke definiram a vitória dos visitantes. Bruno Rangel, de pênalti, descontou no fim do confronto.

Com a vitória, o Flamengo chega aos 41 pontos, mantém o quarto lugar e diminui a distância para o Grêmio, que perdeu neste domingo para o São Paulo e se mantém com 45. O triunfo é o sexto consecutivo no Campeonato Brasileiro, igualando um recorde histórico. Apenas em 1978, com Cláudio Coutinho, e em 1982, com Paulo César Carpegiani, o clube carioca conseguiu emplacar uma sequência de seis resultados positivos no Brasileirão. 

A melhor marca entre todos os clubes também pertence a Oswaldo de Oliveira, atual técnico do Flamengo. No comando do São Paulo, em 2002, ele alcançou dez vitórias seguidas, terminou na liderança da primeira fase, mas acabou eliminado pelo Santos, naquele que foi o último Campeonato Brasileiro no formato de mata-mata.

Já a Chapecoense segue sem vencer no segundo turno, acumulando agora quatro derrotas e dois empates. Assim, os catarinenses caíram duas posições e aparecem no 14º lugar com 30 pontos, três da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 2 FLAMENGO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 13 de setembro de 2015, domingo
Hora: 16h00 (de Brasília)
Motivo: 25ª rodada do Campeonato Brasileiro
Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR-Fifa) e Jose Javel Silveira (RS)
Cartões amarelos: Jorge(FLA)
Gols: Paulinho, Canteros e Kayke (Flamengo); Bruno Rangel (Chapecoense).

CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Elicarlos (Maylson), Bruno Silva (Túlio de Melo), Cleber Santana e Camilo (Ananias); Tiago Luís e Bruno Rangel.
Técnico: Vinícius Eutrópio.

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge (Luiz Antônio); Márcio Araújo, Canteros e Everton; Paulinho (Ederson), Kayke e Marcelo Cirino.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.