sábado, 18 de abril de 2015

O CIMENTO QUE CONSTRÓI, É MAIS UM VILÃO DO MEIO AMBIENTE, AGORA PODE SER SUBSTITUÍDO - LEIA A REPORTAGEM

EXPERIÊNCIA FALHADA CRIOU POR ACIDENTE UM SUBSTITUTO PARA CIMENTO QUE ABSORVE CO2


À medida que as cidades se expandem a velocidades cada vez maiores, o mesmo acontece com o uso do cimento, necessário para fazer o concreto. Uma estatística bastante citada diz que a China usou tanto cimento em três anos quanto os EUA nos últimos 100 anos. Só há um problema: o cimento é responsável por muito dióxido de carbono na atmosfera.

A PBS conversou com David Stone, Ph.D. em ciência ambiental, cujo produto foi feito num laboratório por acidente, enquanto fazia experiências com ferro. A ideia era impedir que o metal enferrujasse e endurecesse, mas aconteceu algo diferente.

Experiência falhada criou por acidente um substituto para cimento que absorve CO2David Stone explica:
Começou a borbulhar e a respingar. E pensei, bem, isto – isto não deu certo. No dia seguinte, quando cheguei, encontrei o material no lixo e resgatei-o. Percebi que ele não estava apenas duro: ficou muito duro, como um metal vítreo.

Essa mistura de produtos químicos suga o CO2 da atmosfera e prende-o, como explica a Universidade do Arizona:
O Ferrock só endurece quando exposto a altas concentrações de dióxido de carbono, que é absorvido e preso, fazendo com que este material seja carbono negativo. Este gás com efeito de estufa espalha-se na mistura húmida e reage com o ferro, criando carbonato de ferro e tornando-se parte da matriz mineral do material.
Além disso, o material resiste melhor que o cimento a fraturas e quebras. Como o material endurece à medida que o pó de ferro enferruja, pode ser usado em água salgada e outros ambientes corrosivos. E não requer o mesmo processo de produção do cimento, que consome muito calor.

Então, será que o Ferrock poderia substituir o cimento, mesmo que em parte? Talvez. Este novo método ainda está no seu início: foi patenteado pela universidade, licenciado para Stone, e actualmente está em testes para demonstrar a sua resistência.