domingo, 26 de abril de 2015

CRÉDITOS QUE SOMEM, MICROCARREGADOR, E TÉCNICO QUE QUASE PERDE FINAL POR FALTA DE SINAL DE CELULAR - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TÉCNICO QUASE PERDEU CHANCE DE ESTAR NA FINAL DO BAIANO POR NÃO TER SINAL DE CELULAR NA ROÇA.

Evandro Braz Guimarães é um homem simples.
Gosta de ar puro, de cuidar da roça e da vida no campo.
E também gosta de treinar times pequenos e fazer grandes campanhas.

É ele o técnico do Vitória da Conquista, surpreendente finalista do Campeonato Baiano de 2015. Sua equipe está invicta no Estadual. Fez 77.78% dos pontos na primeira fase e terminou à frente até mesmo do poderoso Vitória no grupo 2.

Evandro Guimaraes Tecnico Vitoria da Conquista Campeonato BaianoDepois, eliminou Bahia de Feira e Colo Colo antes de chegar à decisão contra o Bahia, que será disputada nos próximos finais de semana.
Mas, por falta de sinal de celular, esse conto de fadas quase não aconteceu.
Tudo porque Evandro curte mesmo é da roça. Ele tem uma propriedade a 80km de Itabuna, na Bahia, e gosta de passar seus dias por lá com a família. O local não tem energia elétrica nem sinal de celular. É isolado do mundo.
O presidente do Vitória da Conquista estava disposto a achá-lo de qualquer jeito. Ele queria que Evandro, que já havia feito boa campanha em 2014, levando a equipe à semifinal do Estadual, assumisse novamente o clube. Mas quem disse que a ligação completava?
"Durante vários dias, o presidente ficou desesperado tentando me ligar pra me contratar e não conseguia falar comigo. Numa segunda-feira, eu estava em casa descarregando um carro de banana, jaca e laranja e minha esposa me fala: 'Nego, o Ederlaine [mandatário do clube] te ligou, acho que ele quer falar com você'. Eu liguei de volta e ele gritou: 'Pô, Evandro, estava aonde?' E eu: 'Na roça' (risos)", diverte-se Evandro, em entrevista à Rádio ESPN.
 ____________________________________________________________________________
 
MICROCARREGADOR TEM O TAMANHO DE UM CHAVEIRO E É ‘BARATINHO’

O inCharge novo e pequeno dispositivo promete ser a “salvação” para muitas pessoas. Afinal, quem nunca passou sufoco e ficou sem celular por ter ficado sem bateria e esquecido o carregador em casa? Ele é um micro carregador com cabo USB tem como objetivo não deixá-lo mais sem bateria. Confira:


inCharge é um micro carregador de smartphones e tablets (Foto: Divulgação/inCharge)O dispositivo surgiu como um projeto no site de financiamento coletivo Indiegogo e é desenvolvido por dois irmãos estudantes de engenharia de Milão, na Itália. Eles decidiram criar o objeto justamente por passarem por diversas situações como a descrita anteriormente.
O pequeno carregador nada mais é do que um microconector USB com um pequeno cabo de 2,5 cm conectando à outra extremidade. Isso significa que de nada adianta o gadget sem uma porta USB, mas como são diversas as opções para uma, isso não será um grande problema. Quando o aparelho não está em uso, as extremidades se prendem uma à outra graças à ímãs incorporados.
inCharge é super portátil e flexível, e pode ser usado também junto com o chaveiro de casa, para que você esteja sempre com ele por perto. O modelo está disponível em duas versões, uma com microUSB, que funciona com qualquer smartphone ou tablet com entrada microUSB, e outra com Lightning, que funciona com as novas gerações de iPhones, iPads e iPods.
 ___________________________________________________________________________


CRÉDITOS DE CELULAR SOMEM DE CONTA PRÉ-PAGA SEM EXPLICAÇÃO
 
Após constatar o crédito de R$ 9 no telefone celular, um cliente da operadora TIM, que prefere não se identificar, tentou fazer ligação e foi informado de que seu saldo era suficiente, no entanto, ele diz que não usou o aparelho antes de ter recebido a mensagem.
"Quando tentei ligar fui informado de que o crédito estava zerado. Não realizei ligações naqueles dois dias, como poderia ter acabado assim? ", questiona ele, que, embora chateado, não reclamou à operadora.
Mas as queixas precisam ser registradas. Conforme a advogada Fabiana Prates, especialista em direito cível e do consumidor, os órgãos de defesa devem ser acionados, assim como um advogado que ingresse judicialmente por danos materiais e morais causados com o "sumiço" dos créditos.
"As empresas também pagam multa, que tem valor variável. Já a indenização por danos materiais corresponde ao valor do crédito que desapareceu", diz Fabiana, que ressalta: "Os eventuais danos morais são arbitrados pelo Juiz de acordo com os problemas causados pela perda. Mas o "sumiço" do crédito é considerado abusivo, sem dúvida".

Perfil do consumidor

Em nota enviada ao A TARDE,  a TIM informa que muitos dos problemas ocorrem pela mudança no perfil do consumidor dos serviços de telefonia móvel, com a tendência de migração do uso de voz para dados. Assim, alguns aspectos no uso das ferramentas que podem consumir mais são desconhecidos pelos clientes.
Conforme a operadora, mesmo quando não se está acessando a internet, o celular, se não estiver configurado corretamente, fica conectado nas redes sociais, e-mails, entre outros, o que consome tráfego de dados e gera cobranças.
Outro exemplo de consumo é quando o cliente fornece o número do próprio celular para sites, aplicativos ou outras empresas e automaticamente concorda com o recebimento de mensagens sobre novidades e dicas, ele é cobrado.
Assim como a TIM, a operadora Claro, também alvo de reclamações aos órgãos de defesa do consumidor, reitera que existe, ainda, alguns smartphones já configurados de fábrica para que os apps se atualizem de forma automática.
Nestes casos, o cliente não percebe o consumo de parte de sua franquia de dados. Para auxiliar o gerenciamento de seu plano. Porém, em qualquer que seja a situação, a empresa tem a responsabilidade de orientar  sobre o consumo.
Entretanto, na maioria dos casos, as empresas de telefonia não informam corretamente aos consumidores, o que gera mais conflitos na relação consumerista.
Com isso, o assessor técnico do Procon Bahia, Filipe Vieira, alerta que é direito básico do consumidor o acesso a informação clara e precisa. "Principalmente quando se trata de oferta publicitária, cujo teor vincula e obriga o fornecedor que promover a sua veiculação ou dela se beneficia", diz.
O Serviço Móvel Pessoal (SMP) é regulamentado pela Resolução nº 477 da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que estabelece formas da prestação dos serviços de telefonia fixa, móvel e de internet, além de tratar das da cobrança. Assim, qualquer irregularidade deve ser denunciada à agência no telefone 1331 ou pelo site: anatel.gov.br.