terça-feira, 19 de maio de 2015

E aí qual tipo de amigo você prefere? O do mundo virtual ou do mundo real - veja as diferenças.


Um estudo do Centro de Investigação e Intervenção Social do ISCTE, citado pelo jornal i, analisou a relação entre a saúde e a amizade, para se conseguir perceber até que ponto os ‘amigos’ que temos no Facebook têm o mesmo impacto que uma amizade real.

Na vida real:

1)    A relação entre saúde e amizade é construída principalmente a partir de relações de proximidade;

2)    Em Portugal, 55% dos inquiridos tem mais de 10 amigos e 48% convive pessoalmente com eles pelo menos uma vez por semana;
3)    58% afirma que nunca ou raramente se sente só e 70% acha que pode contar com os amigos quando estiver a passar por uma situação mais difícil. Mesmo assim, menos de 50% acha que está bem integrado socialmente.

No mundo virtual:

1)    90% dos inquiridos tem Facebook. Destes, 45% tem mais de 300 amigos e 80% reconhece que apenas 50 ou menos são verdadeiros amigos;
2)    40% diz ter estado na semana anterior pelo menos 3 horas nas redes sociais;
Mesmo assim, o estudo revela que “quer seja online ou offline, quem tem mais amigos e passa mais tempo com eles apresenta mais saúde e um bem-estar mais elevado”

E aí qual tipo de amigo você prefere?